Arquivo do dia: abril 1, 2013

Minha mãe, poeta

Quimeras

para Dadá

A tarde segredou-me
Inconfidências
Contou-me, com pudor,
Como as árvores trocam carícias
Enlançando os galhos
Com delicadeza.
Falou-me com rubor
Do cio estridente das cigarras
E do dialeto incompreensível dos insetos.
Ah, a tarde lamentou a visita
Esporádica da lua
e a frustração
De não encontrar estrelas.
E disse-me também
Como são tristes
As tardes da cidade.

Ver o post original

5 Comentários

Arquivado em Outros poetas